Saturday, August 27, 2011

LAVADEIRAS (continuação)


... E atentas ouviam o desenrolar da história. E que história!
Pois é como vos conto, disse Zulmira perante o olhar esbugalhado das amigas. Não querendes acreditar que há coisa de mistério cá na terra. Já vos tinha falado, mas não me dais ouvidos...
Mas, olhai que desta vez a coisa foi bem forte! Todas se arrepiavam com o que Zulmira se deliciava a contar, tim tim por tim tim... e mais algumas virgulas!
Tou-vos a dezer melheres que naquele cruzamento de caminhos boa coisa num se passa. Já ao meu Tone ao passar lá se arrepiou o cabelo todo. É home e ficou bem assustado! Agora isto... vos repito... dizem que se alevantou um vento frio de fazer tremer,abanavam as silvas e a terra fez rodopio... quando ia a chegar à encruzilhada a Mariazinha, aquela moçoila bonita que vai casar com o filho da Ti Augusta.Bem sabendes que há uma certa pessoa que nã quer este casório...Quer o rapaz pra pretendente da filha e vos digo que ainda vai conseguir!Malvada! Num queria estar na pele da Mariazinha. Cruzes canhoto! Males de inveja...

Vamos apanhar a roupa que tá seca, que ainda temos caminho até casa.
E cada uma se acercou das cordas onde tinham a roupa das senhoras das quintas, e agora pensavam no caldo que tinham que fazer e roupas para remendar dos filhos e dos homes!

(mantenho algumas palavras de português antigas, mas em algumas aldeias ainda usadas)


(Imagem retirada do site -olhares-)

3 comments:

| ®äios de lüz | said...

Menina mt.obdiente!!!!!.Lindaaaaaaaa.Foi assim q.te eduqueiiiiiiiii
1 bjão
Adriana

✿ chica said...

Muito lindo acompanhar isso! beijos,chica

Conceição said...

Olá primita,

Que linda história!!!
Fez lembrar o filme português "aldeia da roupa branca".
Beijinhos e boa semana.
São

olharbiju

Lucky

Lucky
Bons sonhos

Adoro esta música e dedico às minhas amigas brasileiras.

Partilho com vocês uma música que gosto muito...

Dedico esta música a todas as pessoas que precisam que a vida seja linda...

Dedico às minhas amigas de lingua espanhola...