Tuesday, April 5, 2016

OLHAR VENDADO

Sei, que te encontro depois daquela curva da estrada.
Sei, que não reparas na figura... que sou eu...
Olhar no vazio, é o meu, não o teu.
Olhar vendado, para não te ver...
Olhar desesperado, lacrimejado, marcado de tanta dor...
Os dias passam, e a venda é cada vez maior...
Os dias passam, e afundo-me num mar sem fundo.
Olhar vendado, para não te ver...
Sei que te encontro, depois da curva da estrada...
Mas, serei livre, para tudo fazer!

(alice ferreira, 05/04/2016)
(imagem da net)

9 comments:

Mona Lisa said...

Liberta-te dessa venda e vive.

Magnífico e sofrido poema.

Beijinhos.

Ilesin said...

A veces parece que tengamos una venda delante de los ojos yno vemos la cruda realidad que hay delante nuestro.
Besos

Mariazita said...

Poema sofrido, muito bonito, mas revelando grande angústia.
Contudo, o final apresenta esperança, a luz que surge na curva do caminho.
Gostei muito!

Continuação de boa semana.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Crocheteando...momentos! said...

Não sei se a venda será o mais indicado...mas a poesia surtiu num belo momento!!!
Bj amigo

Élys said...

Retira a venda e vê o que a vida lhe reserva.

Conceição Ribeiro said...

Olá priminha querida,

tira a venda e vem passear até aqui, ao algarve :)

Beijinhos e bom fim de semana
São

Graça Pires said...

Não adianta vendar os olhos. É pelo olhar que se cativa o amor...
Um beijo.

Maria Dos Anjos said...

Lindo!

Temos um poema do amigo Gil

Visite aqui»» http://quadrasepensamentos.blogspot.pt/

Beijinhos

olharbiju said...

Muito obrigada a todas/os que me visitam e comentam ou não.
Sou grata .
Desculpem a minha falta de presença nos vossos maravilhosos Blogs.
Beijinhos e abraços meus.
alice ferreira

olharbiju

Lucky

Lucky
Bons sonhos

Adoro esta música e dedico às minhas amigas brasileiras.

Partilho com vocês uma música que gosto muito...

Dedico esta música a todas as pessoas que precisam que a vida seja linda...

Dedico às minhas amigas de lingua espanhola...