Thursday, June 4, 2015





        MEMÓRIAS

(...)Lembras-te pai, quando me deixavas correr por aquela terra a perder de vista, só para fazeres a vontade à tua menina, e ela apanhar um braçado de flores? Lembras-te pai? Era em frente ao Hospital, naquela vila linda do país africano, o das terras vermelhas, que se cultivavam e eram terras generosas... davam produtos duas vezes por ano!
Lembras-te pai, que um  dia paras-te só para a tua menina apanhar flores e colocar numa jarrinha em casa? Lembras-te pai, que para ficar à sombra, caí com a jarrinha 
cortei os dedos e tu e a mãe ficaram em pânico?
Mas este episódio não teve importância... Ambos me faziam o curativo da mão, todos os dias. Lembras-te pai, que quando fiquei boa, continuas-te a parar naquele imenso campo para eu apanhar aquelas lindas flores, e que enquanto eu não pude tu levavas todos os dias um raminho colhido por ti... lembras-te pai?
Obrigada paizinhos por todo o amor que sempre me deram, e continuam a dar!

(alice ferreira,04/06/2015)
(foto da net)

4 comments:

Ilesin said...

Que bonito ese homenaje a los padres que dan su amor y protección a sus seres queridos.
Besos

Francisco Manuel Carrajola Oliveira said...

Lindo um belo texto e como é bom transportarmos para os tempos da meninice e reviver o passado em memórias agradáveis.
Um abraço e bom fim de semana.

Maria Dos Anjos said...

Linda homenagem. Amei ler!

Beijos-visite-http://quadrasepensamentos.blogspot.pt/

Carmem Grinheiro said...

Memórias boas que ficam e que nos faz tão bem recordar, como se, na lembrança, revivêssemos o carinho e a beleza do momento que passou.

bj amg

olharbiju

Lucky

Lucky
Bons sonhos

Adoro esta música e dedico às minhas amigas brasileiras.

Partilho com vocês uma música que gosto muito...

Dedico esta música a todas as pessoas que precisam que a vida seja linda...

Dedico às minhas amigas de lingua espanhola...